Carregando

Carregando - Soprano

Cotação

0

Solicitação de Orçamento

Você adicionou um item à sua solicitação de orçamento:

Adicione itens para continuar.


Resumo da sua solicitação de orçamento


Qtd. Produto Código

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Sua solicitação foi enviada com sucesso!

Fique atento ao seu e-mail, em breve você receberá o retorno do seu orçamento.

Downloads

0

Meus downloads

Faça download dos arquivos selecionados.

Adicione itens para continuar.

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Download concluído

Casa

Como escolher o melhor rodízio para meu móvel?

Tempo de leitura: 16 minutos


Com mais tempo dentro de casa, o consumidor passou a pensar mais na organização dos ambientes, trocando os móveis de lugar e também reforçando a limpeza dos espaços. E nada mais difícil do que precisar arrastar os móveis sem nenhum tipo de apoio, não é mesmo? Mas existe solução: são os rodízios para móveis, componentes que unem praticidade e estilo para resolver esse problema e permitir que o seu cliente tenha mais autonomia na hora de planejar a organização dos ambientes de uma casa.

Os rodízios para móveis são rodinhas instaladas embaixo da mobília e permite o deslocamento dos móveis de um espaço para o outro de uma maneira muito fácil, mesmo que eles sejam grandes e pesados.

Isso porque os modelos de rodízios disponíveis no mercado contemplam os diferentes tamanhos dos móveis e também consideram o piso onde eles estão instalados. Por isso, com essa diferenciação, é fundamental que você conheça mais sobre esse componente para auxiliar o cliente no momento da compra, fechar pedidos que permitirão que o seu estoque gire e você venda mais.

Na hora de escolher o rodízio certo para seu móvel, é importante levar em conta alguns fatores, como capacidade de carga do rodízio, tração, materiais, aplicação e outros fatores que permitirão uma utilização adequada e proporcionarão conforto e mobilidade ao usuário.

Para auxiliar nessa etapa, reunimos nesse artigo todas as informações relevantes sobre rodízios de móveis. Explicamos o que é, como funciona, quais os seus tipos, componentes, como calcular o peso suportado pelo rodízio, instalação e uma série de dicas para você vender mais esse componente.

Boa leitura!

 

O que são rodízios para móveis?


Rodízios para móveis são uma espécie de rodinhas instaladas embaixo da mobília. Com esse acessório é possível deslocar os móveis, movimentando-os com facilidade, segurança e sem riscos para o piso.

Os rodízios podem ser aplicados em móveis de aço ou de madeira, tendo o seu uso mais comum em racks, estantes, gaveteiros, mesas laterais, pufes, camas e berços. Ou seja, está presente em todos os cômodos de uma casa, em especial a sala e a cozinha.

Eles também ficam visíveis aos olhos. Por isso, foram pensados para agradar visualmente e combinar com as características do móvel e da casa do consumidor. Ou seja, conferindo um ar moderno e bastante descolado para a decoração dos ambientes.

É ideal para aquele consumidor que gosta de decoração e de promover mudanças dentro de casa. Ou também para aqueles que prezam pela limpeza constante dos ambientes e precisam movimentar o móvel para promover a remoção de sujeira nos cantinhos onde o móvel está instalado.

É bastante utilizado em móveis para a sala, como uma mesa de centro. Isto a torna muito funcional, pois é possível movê-la e mudar a sua localização quando, por exemplo, for limpar o local onde ela está instalada.

A cozinha de uma casa também pode demandar móveis com rodízios, já que é um dos ambientes da casa que mais está suscetível a sujeira.

Por isso, a limpeza nesse local deve ser feita com maior frequência do que em outros ambientes. Fazendo a instalação de rodízios para móveis nos móveis da cozinha, ficará mais fácil de movê-los de lugar para realizar a limpeza do ambiente.

Os móveis do escritório também demandam a instalação do acessório, já que será possível otimizar as atividades desenvolvidas nesse ambiente conforme a organização e a disposição dos móveis.

 

Componentes do rodízio para móveis: saiba mais


Um rodízio é um componente formado por diferentes peças. São elas que permitem todas as funcionalidades do acessório.




Rodas: É a parte mais visível do rodízio e o que permite a mobilidade em deslocar os móveis de um lado para o outro.

Pode ser encontrada em diferentes materiais, mas a fabricada com poliuretano transparente (também chamada de gel) chamam a atenção porque podem ser usadas em pisos regulares, como madeira, azulejo ou em carpetes.

Também está disponível em diferentes tamanhos de diâmetro, que vão de 35mm a 100mm. Aliás, quanto maior o diâmetro da roda, menos esforço será necessário para movimentar a mobília.


Eixo: É o tipo de fixação do rodízio no móvel e o que determinará a capacidade de movimentação.

Há opções com uma espécie de chapa, que é fixada na parte de baixo da mobília, outra versão em formato de “U”, onde é posicionado o MDF e também a opção com pino utilizado em conjunto com uma bucha embutida no móvel.

A gente explica mais sobre isso ao longo desse material. Além disso, o eixo pode ser fixo, que se move apenas para uma única direção, de forma linear; ou giratório, que permite movimentos em 360º dos rodízios, ou seja, permitindo mais possibilidades de deslocamento.


Freio (ou trava): É possível contar com uma versão equipada com freio (ou trava). Quando acionado, funciona como dispositivo que trava a roda e impede a movimentação do móvel. Por exemplo para mesas de centro, pufs e racks.

 

Quais são os tipos de rodízios?


Os rodízios para móveis podem ser encontrados no mercado em três diferentes tipos: transparentes, perfil U ou transparente com rolamento. Saiba mais sobre cada um deles.



Rodízio transparente: É um modelo mais simples, mas com muita versatilidade e flexibilidade que proporcionam uma movimentação suave dos móveis. As rodas são injetadas em policarbonato e revestidas em poliuretano o que permite um acabamento perfeito e uma rodagem macia. Sua carga estática é de 35Kg a 65Kg, conforme o tamanho do rodízio. Trata-se também de uma versão bastante procurada pelos consumidores, sendo uma campeã de vendas.


Rodízio perfil U: É um tipo de rodízio desenvolvido para ser aplicado em ambientes internos, voltado principalmente para berços e em móveis dos dormitórios e sala. Suas rodas são de poliuretano transparente e eixo e sistema de fixação em aço SAE 1020, com capacidade de carga estática de até 40kg para cada rodízio. Eles podem ser aplicados em chapas de MDF de 15, 18 e 25mm.


Rodízios transparente com rolamento: Chama a atenção pelo design elegante e exclusivo. Foi pensado para proporcionar aos móveis uma movimentação ainda mais macia, suave e bastante silenciosa em relação aos outros modelos. As rodas são produzidas em poliuretano transparente e possuem sistema de rodagem com rolamento que suavizam a movimentação do móvel. Sua capacidade de carga estática entre 45kg e 60kg, ou seja, permitindo maior capacidade de carga.


Todas as versões acima estão disponíveis com o freio ou trava, como é conhecido no mercado, quando acionado funciona como dispositivo que impede a movimentação do móvel.

 

Leia também:

Saiba mais sobre o rodízio com rolamento da Soprano

Conheça também mais detalhes sobre o rodízio chapa U para móveis da Soprano



Rodízio para móveis: diferenças entre giratório e fixo


Um componente como o rodízio para móveis pode ser encontrado em diferentes versões que geram impactos no desempenho da movimentação que o cliente pretende aplicar ao produto. Dessa forma, é possível escolher entre duas opções: rodízios giratórios ou fixos. Explicamos abaixo como funciona cada um.

 

Rodízio giratório:

Como o próprio nome indica, é um modelo capaz de girar em seu próprio eixo, permitindo ainda mais praticidade para movimentar os móveis de forma ágil. Alguns modelos possuem eixo giratório que permite movimentos em 360º dos rodízios. Como são flexíveis, se encaixam em quase todo o tipo de móveis, especialmente os armários e roupeiros, ou seja, maiores e mais pesados.

Geralmente, alguns projetos considerar mesclar rodízio fixo e giratório, deixando o fixo para a parte de trás e os giratórios à frente, permitindo o melhor direcionamento do movimento. O objetivo desse equipamento é deixar o móvel mais simples de manusear, permitindo controle e fácil mudança de direção ao mesmo tempo.



Rodízio fixo: É aquele que não se move para todos os lados, somente em uma única direção. Móveis que se movimentam de forma linear ou estão quase sempre no mesmo trajeto, por exemplo, dispensam o uso do modelo giratório e podem ser equipados com um rodízio fixo.

No setor moveleiro, ele é bastante utilizado como acabamento em peças que incluem sofás retrátil e bicamas. A recomendação é que esse tipo de rodízio possa ser utilizado móveis que não necessitam de mudança de direção.



 

Leia também:

Pistão para móveis: saiba como escolher o modelo certo

 


Como calcular o peso suportado pelo rodízio?


Explicamos acima que os três tipos de rodízios suportam entre 35kg e 65kg. Mas como calcular a capacidade de carga do rodízio para o móvel do seu cliente? E quantos rodízios são necessários?

Para chegar a essas respostas, é necessário fazer um cálculo, com a seguinte fórmula.

 

CR= (T + C) x Fs

        N

 

CR = Carga por rodízio (roda)

T = Tara (peso próprio do equipamento sem carga)

C = Carga que o equipamento deve suportar

N = Número de rodízios aplicados

Fs = Fator de segurança (expressa a variação das condições de aplicação)

 

Recomendações para o fator de segurança:

Fs = 1,30 - para pisos lisos, baixa velocidade de deslocamento e carga distribuída uniforme sobre os rodízios.

Fs = 1,50 - para pisos irregulares, velocidade moderada e carga com distribuição uniforme.

Fs = 2,00 - para pisos irregulares com saliência que provoque pequenos impactos, carga mal distribuída e impacto na colocação da própria carga.

 

Separamos também um exemplo de cálculo, com dados aleatórios, para ajudar a mostrar a importância dessa etapa.  

 

T = Tara 100kg (peso do móvel)

C = Carga 50Kg (carga que o móvel deve suportar)

N = Número de Rodízios 4 (quantidade de rodízios por móvel)

Fs = Fator de Segurança 1,50 (para pisos irregulares)

 

Com isso, significa que o rodízio a ser utilizado em nosso exemplo precisa suportar, no mínimo, 56,25kg de carga estática. Dessa forma, é necessário instalar 4 rodízios com capacidade de carga 60kg.

 


Em quais móveis posso instalar o rodízio?


O rodízio para móveis é cada vez mais utilizado porque pode ser aplicado em peças residenciais fabricadas com vários tipos de materiais, como madeira e aço, por exemplo. Ou seja, um acessório que pode ser instalado em móveis novos pela indústria moveleira ou também pode atender aquele consumidor que deseja fixar o componente nos equipamentos que ele já tem em casa.

Nesse caso, vale também uma recomendação sobre o peso, que mostramos acima como calcular. Dessa forma, para os móveis mais pesados, fabricados em madeira ou aço, por exemplo, a recomendação é considerar rodízios que suporte cargas maiores, entre 45kg e 65kg. Lembre-se que o cálculo contempla também os objetos que ficam sobre o móvel, por isso é importante equilibrar a carga estática e não sobrecarregar o móvel.

Para os móveis leves, como mesas de cabeceira, por exemplo, os modelos menores, entre 35kg e 45kg, cumprem perfeitamente com a necessidade de deslocar o móvel quando necessário.

 


Qual modelo de rodízio é indicado para cada piso?


Essa é uma das principais dúvidas do consumidor. Como saber se o rodízio não vai danificar ou riscar o piso? Por isso, esse é um dos primeiros fatores a se considerar na escolha do componente ideal para a casa do cliente.

Os rodízios em poliuretano transparente, também conhecidos como rodízios em geral, são ótimos para quem possui revestimento em madeira, azulejo, borracha ou até mesmo com carpetes e tapetes.

Dessa forma, eliminando a formação de riscos ao movimentar a mobília e também evitando ruídos e danos ao piso quando os móveis forem deslocados.

Além disso, o rodízio é mais eficaz em pisos regulares. Em uso, o rodízio mais adequado para o seu cliente precisa ser silencioso, não marcar o piso e garantir uma maior harmonia com o ambiente, além de possuir alta resistência e durabilidade. Não abra mão dessas características ao escolher os componentes para móveis que farão parte do seu estoque.

 

Leia também:

Fechadura digital para moveis: 6 dicas para comercializar com sucesso

 


Como fazer a limpeza dos rodízios para móveis?


A limpeza dos rodízios é muito simples e prática e precisa ser feita para aumentar a durabilidade do equipamento.

A orientação é que a limpeza deve ser realizada com um pano umedecido, uma vez a cada 15 dias, deixando o rodízio bem seco após cada limpeza. Essa parte final é fundamental: assim o cliente não corre o risco da base, que é geralmente de aço ou ferro, enferrujar com o tempo.

Sugira fazer o procedimento ao mesmo tempo que o cliente for movimentar o móvel para fazer a limpeza do piso.

 


Saiba como instalar rodízio para móveis


Instalar rodízios em um móvel é muito simples e não necessita de um profissional especializado para executar essa tarefa. O cliente só precisará de uma chave de fenda Philips ou furadeira para encaixar os parafusos e talvez de uma ajuda extra de outra pessoa para fazer a instalação com mais segurança e sem apuros.

Para a instalação do rodízio transparente e do transparente com rolamento, as orientações são as mesmas. Por isso, o primeiro passo é retirar todos os objetos do móvel e deixá-los de lado. Em seguida, deve-se virar o móvel em uma posição confortável para a instalação dos rodízios.

O passo seguinte é fazer os furos no móvel. Nesse caso, será necessário posicionar o rodízio no local da instalação e perfurar os quatro furos correspondentes a placa de metal que acompanha o rodízio.

Para instalar o rodízio perfil U, a única diferença é que o MDF será encaixado dentro do “U” do rodízio, ou seja, com o espaço definido para que seja instalado. Diferente das outras duas versões que ficam instaladas embaixo do móvel. Essa versão é usada em mobílias menores, como berços entre outros.

Lembrando que é bem importante posicionar corretamente o rodízio quando aplicado, deixando-o bem alinhado com o móvel.

Além disso, há uma série de recomendações que prolongam a vida útil do dispositivo. Uma delas é que o rodízio seja utilizado apenas internamente. A exposição direta à radiação ultravioleta pode danificar o produto.

Além disso, quando aplicado em chapas de madeira, o espaçamento entre os rodízios ou niveladores não deve ser maior do que 700mm. Outra informação relevante é que, quanto maior o diâmetro da roda, mais fácil é a transposição de obstáculos e o deslocamento do rodízio.

 


Dicas para ajudar o seu cliente a levar o rodízio certo


Percebeu como um componente como os rodízios são repletos de detalhes e cada um faz a diferença para o cliente?

Por isso, sempre reunimos todas as informações mais relevantes sobre o produto para que ajude você na hora de ajudar o cliente a levar o rodízio certo para casa e poder usufruir de todas as vantagens que esse acessório proporciona.

Também reunimos uma série de respostas para eventuais perguntas que o seu cliente possa fazer no momento da compra.

 

·  Onde usar o rodízio fixo? E o rodízio giratório? Para responder essa questão, é fundamental saber como é o ambiente onde o móvel que receberá o rodízio está instalado. Isso porque o rodízio fixo é recomendado para se movimentar de forma linear, quase sempre no mesmo trajeto, não podendo fazer curvas, por exemplo.

 

Para isso, é necessário contar com o rodízio giratório, capaz de girar em seu próprio eixo, permitindo ainda mais praticidade para movimentar os móveis de forma ágil. Alguns modelos possuem eixo giratório que permite movimentos em 360º dos rodízios. Como são flexíveis, se encaixam em quase todo o tipo de móveis.

 

·  O design do rodízio pode destoar da decoração do ambiente? Os rodízios deixaram de ser simplesmente acessórios e se tornaram algo fundamental para os móveis, tornando-os mais práticos, além de acrescentar beleza e design moderno ao ambiente.

 

Por isso, existem rodízios neutros. Sua roda, injetada em poliuretano virgem, material puro e transparente, possibilita sua aplicação em diversos móveis. Simples, práticos, funcionais, além de bonitos, os rodízios podem contribuir com a decoração do ambiente.

 

·  Posso usar rodízio fixo e giratório no mesmo móvel? Não. O ideal é aplicar sempre o mesmo modelo de rodízio, contudo o cliente pode optar também por rodízios com ou sem freio - ou também fazer a junção dos dois modelos.

 

·  O rodízio pode riscar o piso da minha casa? Os rodízios em poliuretano transparente, também conhecidos como rodízios em gel, são perfeitos e pensados especialmente para todos os tipos de piso. Dessa forma, além de não riscar, não fazem barulho na hora do deslocamento dos móveis. Por isso, sugira ao cliente produtos de qualidade, com atenção ao material de fabricação do componente, para que não se torne um prejuízo no futuro com o piso danificado.

 


Saiba mais com a Soprano


Nossa dica agora é que você tenha em seu negócio a linha de rodízios para móveis da Soprano.

A marca trabalha com os rodízios em gel, que é o número 1 em vendas no Brasil. Garantia de venda certa, movimentando o seu estoque e levando produtos de qualidade para a casa do seu consumidor.

Além disso, a Soprano conta com um mix consagrado de rodízios, tanto nos modelos perfil U e com rolamento, que somam 18 modelos diferentes, que facilitam a movimentação de móveis de forma eficiente e com deslizar perfeito.

 


Saiba mais sobre nosso mix de soluções de componentes para móveis!





Publicado por Soprano, dia 25/02/2021

Ficou com alguma dúvida?

Fale Conosco